custos-midias-sociais

Como diminuir seus custos com anúncios em Mídias Sociais

Estima-se que mais da metade da população brasileira acessa a internet regularmente —  desses, mais de 90% estão conectados por meio de redes sociais. O Facebook lidera o ranking das mídias preferidas no país, somando mais de 80 milhões de usuários. Só para ter a dimensão desse cenário, o brasileiro chega a passar mais de 600 horas por mês nesses portais.

Esse é o motivo pelo qual muitas marcas passaram a incluir essas plataformas em seu mix de comunicação. E sua empresa, o que tem feito nesse sentido? Vamos mostrar tudo que você precisa saber para estreitar o relacionamento, engajar seu público e otimizar seus investimentos dentro desse universo digital. Confira!

Mídias sociais: lugar preferido dos Defensores de Marcas

Para 92% dos brasileiros a indicação é fator primordial na hora de escolher um produto, principalmente quando se trata de marca pouco conhecida. Estamos muito mais propensos a optar por um produto ou serviço que as pessoas recomendam. Isso significa que o importante é quando a eficácia do serviço prestado pode ser testemunhada por consumidores reais, diferente de anúncios publicitários e mensagens institucionais.

A verdade é que opinião do público tem sido cada vez mais influente na decisão de compra — as mídias sociais, com seu aspecto global e colaborativo, resultaram em um fenômeno capaz de potencializar esse processo.

Como estratégia para lidar com essas questões surge o advocate marketing (marketing de defensores, em uma tradução livre do inglês). O termo é usado para definir uma pessoa que simpatiza bastante com uma marca, de modo que a defende e recomenda a todos.

Se você parar por alguns minutos, conseguirá pensar em algumas companhias que são muito adoradas pelo público. Chegar a esse patamar é o desejo do marketing de qualquer empresa. Conquistar clientes dispostos a isso não é uma atividade nada fácil, mas esse é o melhor caminho na corrida pela construção de um negócio bem conceituado.

Descobrindo sua rede de defensores

Qual é o posicionamento da sua empresa frente aos defensores de marca? Seu público é do tipo que defende ou que detrata? Para responder a essas perguntas, você pode aplicar pesquisas ou observar o comportamento dos seus clientes.

Uma ferramente bem util é o NPS (Net Promoter Score) — simplificando, podemos dizer que é a pontuação da sua rede de defensores. Na prática, a metodologia consiste na aplicação de um breve questionário com uma simples pergunta: “qual é a possibilidade de você indicar nossa empresa a um amigo?”. O cliente, por sua vez, efetuará a marcação em uma escala de 0 a 10. Ele é considerado um detrator caso fique na faixa de 0 a 6; neutro, entre 7 e 8; por fim, defensor se ficar entre 9 ou 10.

Feito isso, encontra-se o percentual de detratores e ele é subtraído do percentual de defensores. O ideal é que o resultado fique positivo e superior à média dos concorrentes. Essa é uma forma básica, no entanto bem eficiente para que a empresa tenha noção da reputação dos serviços e elabore um plano de ação para melhorias.

Dicas para anunciar e atrair seguidores que defendam sua marca

O marketing digital é repleto de opções interessantes, de maneira que se fôssemos falar sobre tudo, construiríamos uma gigantesca enciclopédia. Entretanto, o foco aqui é usar as mídias sociais de maneira prática, gratuita e capaz de gerar engajamento, criando uma relação de afinidade com o público. Confira algumas dicas!.

Facebook

Use imagens com boa resolução e que dialoguem com o contexto da publicação. Para isso, explore bancos de imagens gratuitos, caso não tenha orçamento para adquirir fotos e boas ilustrações. Esse tipo de postagem gera mais engajamento (menções, compartilhamentos e curtidas) do que apenas textos.

Além disso, esteja atento aos comentários dos usuários e interaja sempre que tiver uma oportunidade. Isso demonstra que sua marca se preocupa com o que os usuários e consumidores estão falando.

Aproveite também a oportunidade para gerar tráfego no seu site. Sempre que falar sobre algo hospedado em seu site ou blog, publique juntamente com o link que levará o usuário para conferir o conteúdo na íntegra. Prefira essa estratégia a postar o material completo na rede social.

Instagram

Toda a dinâmica dessa plataforma gira em torno de imagens. Então, assim como no Facebook, publique boas fotos. Explore os filtros que o aplicativo dispõe para obter resultados interessantes. Além disso, se você está oferecendo um produto ou serviço que tem condições especiais de pagamento e/ou frete grátis, informe isso no texto

Os links são desabilitados nas publicações, mas você pode usar uma url encurtada que seja fácil de memorizar e solicitar que o usuário acesse. A opção de anuncio pago também permite colocar um link clicável.Nesse caso, você também pode inserir várias imagens, em um formato carrossel, e habilitar re-targeting para o Facebook, ou seja, exibir o anúncio no Facebook para pessoas impactadas por ele no Instagram.

Twitter

No Twitter, é possível adicionar imagens ao na publicação, então explore essa funcionalidade com profissionalismo. Como existe a limitação de caracteres no texto, use a criatividade para chamar a atenção do público. Se precisar passa informações adicionais, edite a imagem e insira texto.

Outra dica para lidar com o limite de caracteres é usar encurtadores de link. Assim você ganha mais espaço para escrever na publicação e pode monitorar os cliques do anúncio. Você pode usar o Goo.gl e o Bit.ly: ambos são gratuitos e dão conta do serviço.

LinkedIn

Publique artigos com informações valorosas, de modo a se manter relevante ao público-alvo. Além disso, compartilhe apresentações de slides — o slideshare está integrado ao LinkedIn, o que facilita esta ação — e construa infográficos personalizados e compartilhe na rede. Esse tipo de material gera engajamento.

Explore as hashtags

Essa é também uma forma de descobrir os Defensores da sua marca. Uma busca rápida da hashtag com o nome da sua empresa e de seus produtos poderá revelar o que os consumidores estão dizendo a respeito, além de possibilitar uma interação.

Atualmente o Twitter, Flickr, LinkedIn, Facebook, Tumblr e Instagram são as redes sociais que permitem esse recurso. E o que é melhor: tal funcionalidade é gratuita em todas elas.

Monitore e interaja

Descubra blogs e comunidades que têm sua marca como tema central e aproxime o relacionamento. Interaja de maneira amistosa com os promotores, pois isso demonstra atenção e reconhecimento, e ofereça benefícios e privilégios para os defensores e formadores de opinião. Assim, eles terão a mais incentivos para compartilhar nas redes.

Por fim, use as mídias da empresa para compartilhar opiniões positivas dos clientes, pois essa é uma forma de influenciar a decisão de compra.

Anunciar sem pesar no orçamento

Quem já está nessa área há alguns anos deve ter notado que o valores praticados pelos anúncios nas mídias sociais têm crescido bastante. Essa é uma dinâmica do mercado conhecida como lei da oferta e demanda, ou seja, existe uma procura volumosa pelos espaços online e a consequência disso é o ajuste dos preços. Mas nem por isso as marcas podem deixar de anunciar.

Advocate Marketing é otimizar custos nas mídias sociais

A cada dia que passa, está mais caro conquistar novos clientes. Uma métrica capaz de confirmar essa informação é o CPL (custo por lead), calculada pela divisão do investimento em marketing pela quantidades de leads adquiridos. Para que haja cada vez mais leads, é muito comum aumentar o orçamento em publicidade.

Agir a partir dessa perspectiva não está errado, mas há uma maneira de melhorar esse processo. A ideia é trabalhar para construir e mobilizar Defensores para sua Marca, o que reduzirá consideravelmente os custos em questão. Afinal, estamos falando de consumidores fazendo o marketing da empresa de maneira espontânea, simplesmente por confiarem no serviço prestado. Isso amplifica o alcance da sua mensagem e gera credibilidade. As pessoas são muito mais propensas a comprar de uma marca que um amigo recomenda.

O que torna o meio digital interessante é justamente essa capacidade de criar soluções alternativas para quem não abre mão de colocar sua empresa em destaque. Nesse sentido, esperamos que as dicas citadas possam ajudar.

Sua empresa tem estratégias para mobilizar seus Defensores da Marca e otimizar custos?